Agricultura high-tech conecta o campo com tecnologia e produtividade

São tantas as inovações tecnológicas no campo, que podemos dizer que estamos vivendo a era da agricultura high-tech.

Além disso, este novo conceito de agricultura é eficiente para a gestão, produção e lucratividade.

O agronegócio foi revolucionado e esta tecnologia se tornou um caminho sem volta.

Engana-se quem pensa que este conceito se aplica apenas aos grandes produtores.

Portanto, o mercado segue em expansão de soluções, se tornando cada vez mais conectado e acessível.

Investimentos

Dados da CBAP – Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão mostram que 67% das propriedades investem em soluções tecnológicas.

Acima de tudo, claro que para cada realidade a agricultura high-tech se apresenta de uma forma.

Mas a mudança de comportamento dos agricultores é algo que veio para ficar.

Da mesma forma, agilizar processos e buscar mais espaço no mercado, em meio a tanta concorrência, é o desejo de quem investe em tecnologia

Agricultura High-tech

Veja também:

APLICATIVOS AJUDAM PRODUTORES RURAIS A TEREM MAIS LUCRO

As ferramentas da agricultura digital garantem precisão, agilidade, segurança, diferencial competitivo e rentabilidade.

Portanto, num primeiro momento pode parecer um alto investimento, mas fazendo as contas é fácil entender que vale a pena.

Até pouco tempo era difícil pensar a possibilidade de ter planilhas segmentadas na palma da mão, estando no meio da lavoura.

Com a agricultura tecnológica é possível olhar para a plantação e acessar dados ao mesmo tempo.

Em conclusão, dá para precisar quando, e em qual quantidade, o fertilizante foi aplicado, por exemplo.

Vantagens da agricultura high-tech

Se a sua necessidade é a melhoria da gestão, o caminho é investir neste tipo de agricultura.

Por exemplo: datas de pagamentos e recebimentos, dados dos fornecedores e colaboradores, tudo acessível com poucos cliques.

A dinâmica da agricultura tecnológica te direciona até na hora de negociar a produção.

Por exemplo: quando vender, para quem, quais as oscilações do mercado.

Especialistas do setor acreditam que, a expansão só não foi maior devido a falta de sinal em algumas localidades.

Portanto é fácil entender que a agricultura tecnológica precisa da internet para operar com eficiência.

Mas se os espaços não tiverem sinal de acesso, acaba comprometendo o funcionamento do sistema.

Esse é um dos gargalos que  este tipo de agricultura ainda tem que enfrentar.

Melhoramento Genético

Dependendo do setor a ser aplicado, a agricultura tecnológica aparece em forma de melhoramento genético.

Por exemplo, a tecnologia pode ser aplicada em reprodução assistida, gerando animais mais saudáveis.

Além disso, eles são mais produtivos, fortes e até campeões em diversas categorias, tudo graças à agricultura tecnológica.

Mas melhoramento genético também se aplica a produção de sementes e mudas das mais variadas culturas.

Portanto a agricultura high-tech está presente em cultivares mais resistentes a pragas.

Mas que também geram melhores resultados, produzindo mais em menores espaços.

Em conclusão é a alta produtividade, rentabilidade e satisfação do produtor e comprador, com o auxílio da agricultura high-tech.

Software para agricultura high-tech

Existe também uma série de ferramentas e softwares, capazes de calcular, por exemplo, o volume de chuvas para determinado período.

Quem investe no campo sabe o quanto a temperatura pode influenciar na produção.

E assim a agricultura high-tech  diminui o risco de perdas.

As plataformas são capazes de precisar como se comportou o clima em anos anteriores.

E como foi a produtividade do período, os erros e acertos, tudo promovido pela  agricultura high-tech.

Inovações

As inovações da agricultura high-tech vão desde sensores que medem o crescimento do capim no pasto.

Passando por uma balança móvel que permite pesar o gado diariamente.

Chegando até imagens de satélite que, pela cor, apontam as regiões mais férteis.

Quando focamos em máquina e equipamentos, a agricultura high-tech traz um gama de possibilidades.

Veja alguns exemplos:

Para prevenir acidentes com máquinas, um chatbot conversa com o usuário e orienta sobre o tema.

Robôs fazem atividades como aplicar herbicidas diretamente em ervas daninha.

E outros estão preparados para a colheita, especialmente de produtos mais sensíveis, como morangos.

O robô coletor vem com câmera que identifica se o fruto já está maduro, é a agricultura high-tech de alta precisão.

Já o robô que aplica herbicida é movido por energia solar, sustentável como a agricultura high-tech deve ser.

Através de sensores ele identificada invasores e borrifa o veneno, diretamente, sobre a erva daninha.

Comece agora!

Tempo é dinheiro, e quando se tem soluções tudo fica mais rápido.

A agricultura high-tech impulsiona o agronegócio, que não para de crescer.

E você, ainda está em dúvida sobre a importância de ingressar para a agricultura high-tech?

Fale com outros produtores, esclareça suas dúvidas com especialistas e faça a agricultura high-tech ser uma realidade na sua propriedade.

Fontes: Bem Paraná; Izap Softworks; Revista Faap; Gran Bio; e Bayer.

A MW Solar é a solução para a sua economia. Temos a missão de levar para nossos clientes energia solar fotovoltaica no campo e na cidade.
www.mwsolar.com